quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Notas sobre nada


Queria escrever um texto sobre nada. Estar liberto de um tema. Seria o seu desafio naquela manhã. Por isso, abriu o Word em seu computador, estalou os dedos e se preparou para começar. Antes, porém, achou pertinente conferir seu correio eletrônico. Os dois: primeiro o endereço do Gmail e, depois, o Yahoo. Muitos spams e nenhuma mensagem urgente. Normal.

Depois, foi conferir suas redes sociais. Facebook e Twitter. Muitas novidades na vida dos seus amigos. Bom para eles. Precisava conceber um texto.

Voltou para o Word. E esboçou um título para o texto. Não gostou. Seria melhor começar escrevendo, depois pensaria no título. Não. Preferiu voltar para a internet e ler algumas notícias. Quem sabe haveria uma nova guerra? Outro escândalo político? Um divórcio entre as celebridades? Precisava se informar.

Leu algumas notas e foi conferir se havia algo de novo sobre seu time. Pouca coisa acontecera do dia anterior até aquela manhã. E, no Word, nada. A folha virtual continuava branca.

Então, pensou numa frase inicial. Emendou duas, três. Um parágrafo. E parou. Releu, estava ok. Foi conferir se não havia recebido um novo email...

Escrever um texto sobre nada. Não sabia que a tarefa seria tão autobiográfica. Sequer sabia por onde começar. Levantou e foi até a cozinha pegar um copo d’água.

Um comentário:

  1. Estou tentando fazer um trabalho da faculdade nesse ritmo.

    ResponderExcluir