quinta-feira, 31 de outubro de 2013

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Danação

Mesmo de longe, ele podia sentir o calor, imensurável por termômetros de mercúrio, das labaredas infernais. O anjo caído o esperava com um sorriso aberto, camuflando a sede por seu sangue. A fome por sua carne.

__ Satanás, é você?
__Sou.

Sim, havia um lugar no inferno reservado com o seu nome. Mas ele não se importava. Considerava-se até vítima: que culpa tinha se aquilo que lhe aprazia causasse a danação de sua alma?

E como dava prazer. Digitou: “Morreu hoje o ator Roberto Gomes Bolaños, criador do personagem Chaves”. Clicou em enviar. Deu gargalhadas. Danou-se mais um pouco.

Mais embaixo, Satanás riu mais alto. Adorava os espalhadores de boatos na internet.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

F5

As mãos à cabeça
A testa na mesa
E os dedos marcando no pulso
O ritmo da aflição

“A internet caiu”
Disseram-lhe
E ele bufou
Que dessem notícias novas
Que disso sabia há nanossegundos

Foi até a janela
A manhã estalava de fresca
Precisou semicerrar os olhos
Forçado pelo esplendor do dia.

Tanta coisa lá fora
Porram
Tanto o que fazer...
Poderia ir até o centro comprar churros
Surfar no teto de um ônibus
Conversar com alguns velhinhos na praça.
Só exemplos

Havia perspectivas
Ok.
Mas ele não queria nada daquilo.
Voltou ao computador
Teclou F5

E a internet havia voltado.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Café

Acordo
Tomo café
Chego no trabalho
Tomo café
E muitas vezes
Tomo café
Volto para casa
Mais café
[Você me entendeu].

No fim do dia
Manter-me acordado
Não valeu a gastrite.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Assados p/ Perdidos

Porque perdição e fritura é um pouco demais.

Yacult

Pra quem gosta de lactobacilos vivos. E de ler Michel Foucault.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Resposta Errada

Naquele sábado, eles haviam combinado de não se encontrar, pois se veriam na manhã do domingo. Mas ela, atormentada pela paixonite, recorreu a Grahan Bell e chamou o amado no avançado da noite.

__ Oi, meu bem. Desculpa ligar tão tarde, mas eu to com sdds J.
__ Ei, linda. Pode ligar, gosto de ti ouvir. Tbm estava pensando em vc, s2.
__ s2 s2 s2!!! Então, q q vc ta fazendo, amor?

Pausa na cena. Entrada do narrador:

Nessa história, nosso herói aprenderá que existem verdades que são duras demais para serem ditas. Omitir alguns fatos, por mais errado que pareça, pode ser essencial para se perpetuar um relacionamento. Mas, infelizmente, nosso herói só saberá disso através de seu erro.

Play.

__ Então, linda, ñ fiz mta coisa hj, ñ. To assistindo “Zorra Total” kkkkk.


E fez-se o silêncio do outro lado da linha. Eterno.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

ESTAMOS FUNCIONANDO


Apesar das aparências. E das manifestações. Pois o fetiche coletivo por carros é maior.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Pedra *

No meio do caminho tinha um nóia fumando pedra

Tinha um nóia fumando pedra no meio do caminho

Tinha um nóia

No meio do caminho tinha um nóia fumando pedra



[Daí que eu atravessei a rua, que eu não gosto de ver essas coisas.]


* Adaptação de "No meio do caminho", de Carlos Drummond de Andrade

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Altas Ajudas

Para problemas em geral.

Seja qual for. Ligue. Nós resolvemos.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

O Povo nas Ruas

Afonso ligou a TV. Na parte inferior da tela estava escrito: “O POVO TOMA AS RUAS DO BRASIL”. Ele fez uma careta, achou engraçado. E virou para a esposa:


__ Engraçado. Eu achava que “povo” era os pobre igual nóis, mulher. Mas né não. Eu tô na rua todo dia, vendendo meus cigarros San Marino, e tem sempre um montão de gente trabalhando lá, voltando no ônibus comigo. E isso é todo dia. Mas se tão falando que é agora que o povo tá na rua... Então “povo” deve ser essa gente bacana, que veste verde e amarelo, né?

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Melhor amigo

Não tinha teto.
Não tinha nada.

Nem família.
Nem comida.
Nem higiene.
Nem pedra.

Mas tinha um cachorro

Vira-lata, como ele.

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Igreja Internacional Exército de Cristo


Jesus é nosso general.

Com túnica camuflada e tudo mais?

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Idem


Frio à sombra, quente sob o sol. Pelas ruas, empregadas domésticas apaziguavam a poeira da calçada com potentes jatos de água. Do alto, funcionários da empresa civil assoviavam. Cachorros desconfiados só sabem latir.

Eu ando preguiçosamente, pois sei aonde vou chegar. É um dia como qualquer outro. Talvez seja.

Déjà vu.

sábado, 13 de abril de 2013

Peixe morto


Houve tempo para ele perceber o quanto o ar era mais leve do que a água do aquário. E de rodopiar algumas vezes. 

Mas o chão se aproximando impediu maiores reflexões.

quinta-feira, 28 de março de 2013

Tempo para recordar


O pai se ergueu do sofá, caminhou até a janela e, de costas para o filho, começou a discursar:

__ Garoto, dias assim me remontam aos anos em que passei na cadeia. Dias terríveis, angustiantes. Neles, as horas escorriam lentas e dolorosamente. Como eu sofri, meu filho, como eu sofri. (...)


sexta-feira, 22 de março de 2013

O sono injusto


No deleite merecido

Em sono aconchegante

O demônio me surpreendeu

E puxou minha perna

Suas garras, impiedosas,

Torceram meus músculos

Sufocando-me em gemidos

Pavorosos gritos de dor.

Por fim, veio o silêncio,

Restou a resignação

Pois era uma sina.

Havia cheiro de enxofre

E falta de potássio.

quarta-feira, 6 de março de 2013

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Lá está o arco-íris. Eu estou aqui.


Em algum lugar

Pr’além do arco-íris

Há uma vida na qual sou bem sucedido

No sentido CARAS,

Men’s Health,

Ou biografia do Steve Jobs.


Você não me vê procurando esse tal lugar.

Sou do tipo que acha arco-íris cafonas

Constrange-se com marketing pessoal

E acredita que só há uma Glória,

Que é a tia da Patty.

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Ouvindo o herói desconhecido


A moça, toda empolgada e com voz estridente, o repreendia:
__ Você tinha que ter ido, a festa foi ótima, ótima. Perdeu. Era uma fantasia melhor do que a outra. Demais. Sem falar a nossa turma, o pessoal estava muito engraçado com suas fantasias. O Agenor foi...
__ Não. Eu não vou a festas a fantasias.
__ Sério?
__ Sério. Eu não me fantasio de ninguém, de nada. As pessoas é que se fantasiam de mim. Se elas tiverem gosto apurado, é claro.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Promoções do dia


Diante do letreiro com as promoções do dia, a triste constatação: com os trocados que tinha, ele sequer compraria 200g de alcatra.

Por sorte, não estava ali para isso.

Sacou a arma e anunciou o assalto.